Início Comunicação Social Congresso Histórico Internacional do Bicentenário

Congresso Histórico Internacional do Bicentenário

22
0

Teve início da tarde de quarta-feira, 19 de novembro, o Congresso Histórico Internacional “Desenvolvimento do carisma de Dom Bosco até à metade do Século XX”, um dos grandes eventos programados para celebrar o Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco.

As boas-vindas foram concedidas pelo P. Francesco Cereda, Vigário do Reitor-Mor, e da Ir. Grazia Loparco, Historiógrafa das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA). “Dom Bosco, buscou dar respostas cada vez mais pertinentes às novas necessidades dos tempos; (…) Procuraremos descobrir neste Congresso qual o tipo de desenvolvimento se teve acerca do carisma de Dom Bosco; desta feita, o nosso Congresso abre-se para o futuro” – disse o P. Cereda, sublinhando igualmente como todo o Congresso tenha sido organizado em plena comunhão entre SDB e FMA.

Sucessivamente, o P. Fábio Attard, Conselheiro Geral para a PJ slesiana, e a Ir. Anna Rita Cristaino FMA, mostraram os dados atuais da presença dos Salesianos e das FMA no mundo; o P. José Pastor Ramírez, Delegado Mundial para os Ex-Alunos, apresentou, em pré-estréia, um vídeo sobre a realidade da Família Salesiana.

Foi a seguir lançado o livro “Fonti Salesiane” pelos coautores, membros do Instituto Histórico Salesiano: P. Francesco Motto, P. José Manuel Prellezo e P. Aldo Giraudo, responsáveis respectivamente por uma das três partes do livro, i. é, história, pedagogia, espiritualidade.

O P. Motto lançou também “A edição crítica do Epistolário de Dom Bosco”, trabalho que já leva avante por 25 anos, e que está agora na iminência de se concluir. Contará perto de 4600 cartas de Dom Bosco, das quais 1800 praticamente inéditas.

Recitadas as Vésperas do dia, o Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime deu a boa-noite: encareceu vivamente que todos uma vez de volta à própria Casa em suas Inspetorias utilizem todos os instrumentos possíveis para partilhar quanto cá se vive neste Congresso; e fez também votos por que, neste Ano Bicentenário, também através do Congresso, se “torne mais clara a nossa identidade carismática, eclesial e de discipulado à sequela do Senhor Jesus”, para “tornar mais forte e segura uma nova fase da vida salesiana”.

Antes de finar-se o dia, a todos se deu a oportunidade de visitar o Arquivo Salesiano Central.

Hoje pela manhã, 20 de novembro, sempre o P. Fernández Artime presidiu a Eucaristia para os participantes no Congresso unidos à Comunidade da Casa Geral. Partindo das leituras da Liturgia do dia, convidou historiadores e cultores da historiografia a abrir “os sigilos do mistério humano, do tecido entre céu e terra que se realiza no cotidiano de cada um” para poderem assim ler os livros-em-rolo da história salesiana.

Pela manhã os trabalhos prosseguiram com três relações, relativas ao aspecto histórico do desenvolvimento do carisma nos anos analisados: “A extensão das presenças e das obras salesianas SDB e FMA”; “As mudanças políticas, sociais, culturais, econômicas, religiosas que incidiram na situação dos jovens”; e “A resposta salesiana aos processos mundiais sociais, culturais, econômicos e religiosos desde o fim do Oitocentos à metade do Século XX”.

Artigo anterior“Queridos Irmãos” é a nova série de vídeos do Reitor-Mor aos salesianos
Próximo artigo“Pertencer mais a Deus, aos irmãos, às irmãs, aos jovens”