You are here:    Home      Notícias      Dia a Dia Salesiano      Uma mensagem de esperança e superação dos próprios limites da ex-atleta Laís Souza

Uma mensagem de esperança e superação dos próprios limites da ex-atleta Laís Souza

3 de novembro de 2017

No âmbito da abertura da “IV Conferência dos Saberes em Ação”, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), a ex-ginasta Laís Souza foi apresentada como exemplo de coragem e superação dos seus próprios limites. Aos 25 anos, em 2014, enquanto se preparava para as Olimpíadas de Inverno, sofreu um grave acidente no treinamento, batendo contra uma árvore e deixando-a paralisada. Os médicos lhe prognosticaram graves danos e sofrimento por toda a vida; mas ela soube tornar-se um modelo positivo para muitíssimos.

Na terça-feira, 24 de outubro, Laís teve uma programação especial no campus da Universidade Católica Dom Bosco com os acadêmicos, professores e colaboradorese e visitantes, e participou de uma coletiva de imprensa, conhecendo dois projetos de extensão que atendem pacientes com deficiência, o Cogni-Ação e o Vida Nova.

Os projetos de extensão Vida Nova e o Cogni-Ação são oferecidos gratuitamente pela UCDB através do trabalho de acadêmicos dos cursos de Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e Psicologia, buscando melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

No Projeto Vida Nova da UCDB são atendidas hoje mais de 100 pessoas. Por meio de exercícios físicos, o projeto desenvolve a autonomia, o fortalecimento muscular e a saúde de forma geral.

Já o Cogni-Ação iniciou em 2011 como projeto de pesquisa e, há quatro anos, como projeto de extensão, contando com a participação de 40 acadêmicos de Fisioterapia e de Psicologia. O objetivo é avaliar, estimular e reabilitar quer pessoas com lesões no cérebro, distúrbios de memória, dificuldade na linguagem, quer portadores de deficiências decorrentes de disfunções neurológicas presentes nos diferentes ciclos de vida. São atendidos hoje 150 pacientes.

“Muitas vezes, temos de nos reinventar para enfrentar os desafios; mas temos de seguir em frente. Acho que as pessoas com deficiência vêm tendo mais liberdade para falar e pontuar o que está certo e errado, e, consequentemente, todos estão aprendendo. Acho que muita coisa tem melhorado e existem muitas pessoas com boa vontade para fazer as coisas mudarem. Mas falta muito ainda!” – comentou Laís, que – como se disse – ficou tetraplégica após um  acidente numa pista de esqui.

InfoANS

Comments

comments

Post a Comment

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS