Você está em:    Home      Notícias      Dia a Dia Salesiano      Salesianos celebram 127 anos da chegada dos primeiros missionários a Cuiabá

Salesianos celebram 127 anos da chegada dos primeiros missionários a Cuiabá

18 de junho de 2021

História — Os primeiros salesianos a chegar ao Centro Oeste brasileiro aportaram em Cuiabá no dia 18 de junho de 1894. Mas a história dessa vinda começou muito antes. Os principais passos para construção dos sonhos de Dom Bosco região de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e nas cidades paulistas de Lins e Araçatuba foram dados quase 20 anos antes.

Primeira expedição missionária salesiana

Sonho — Em 1875, inspirado por um sonho, Dom Bosco envia o primeiro grupo de salesianos à América do Sul, dando início a uma verdadeira aventura missionária para levar o evangelho aos jovens, a porção mais delicada da sociedade. No dia 7 de dezembro de 1875, os padres João Cagliero, José Fagliano, João Batista Gaccino, Valentim Corsini e Domenico Totis, o clérigo João Allavena e os coadjutores Estêvão Belmonte, José Molinari, Vicente Gioia e Bartolomeu Savini passaram pelo Brasil, rumo a Buenos Aires (ARG).

Brasil — Só em 14 de julho de 1883, sete sacerdotes salesianos, coordenados pelo inspetor P. Luís Lasagna, chegam ao Brasil, estabelecendo-se em Niterói (RJ), onde hoje funciona a primeira escola salesiana no país, o Colégio Santa Rosa, e o Colégio Salesiano Região Oceânica. Conta a história que, antes de abrirem janelas para a evangelização e a educação no Brasil, os salesianos viveram uma situação curiosa quando chegaram à nova morada. Eles não encontraram a chave da casa, e o encarregado não aparecia. Após muitas tentativas, uma janela se abriu. Por ela entraram os nossos primeiros salesianos.

Chegada dos salesianos ao porto de Cuiabá

Mato Grosso — Quase 11 anos depois, em 18 de junho de 1894, desembarca na capital mato-grossense de Cuiabá o primeiro grupo de salesianos sob a chefia do agora Bispo Dom Luís Lasagna. Eram cinco jovens missionários que logo iniciaram suas atividades na Paróquia de São Gonçalo do Porto. Em setembro do mesmo ano (1894), fundaram o “Liceu Salesiano de Artes e Ofícios”. Já no ano seguinte, adquiriram uma chácara um pouco mais distante do rio, próxima a avenida Prainha de hoje, onde foi construído o Colégio Salesiano São Gonçalo.

Missões Indígenas — Naquele ano de 1895, com as recém-chegadas Filhas de Maria Auxiliadora, os Salesianos já assumem o trabalho junto ao povo Bororo, às margens do Rio São Lourenço na Colônia Teresa Cristina/MT.

Sangue — O sonho missionário de Dom Bosco sobre os “figos verdes que amadureceriam se mergulhados em suor e sangue” acontece em terras mato-grossenses quando quatro salesianos perdem a vida no trabalho missionário: Pe. José Thannhuber (assassinado em Palmeiras em 19/08/1920), Pe. João Fuchs e Pe. Pedro Sacilotti (massacrados no Rio das Mortes no dia 01/11/1934) e Pe. Rodolfo Lunkenbein (assassinado em Meruri, junto com o indígena Simão Cristino Kudugodu – Simão Bororo – no dia 16/07/1976)

Padre José Tanhumber

P. João Fuchs e P. Pedro Sacilotti entre índios Carajás

Simão Bororo

Padre Rodolfo Lunkenbein

A localização entre os paralelos 15 e 20, é um marco significativo da presença salesiana em Mato Grosso, onde, há mais de 127 anos, os salesianos realizam com ardor, o trabalho missionário evangelizando e educando.

Educação — Mas a força maior da presença salesiana na região central do Brasil, fica evidente nas escolas e universidades. Em Cuiabá, Campo Grande, Lins e Araçatuba, os colégios salesianos se confundem com a história das cidades que cresceram ao seu redor. Hoje esses colégios representam a tradição e a qualidade no ensino. Em outras cidades como Corumbá e Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, Rondonópolis, Cáceres e Primavera do Leste em Mato Grosso, os salesianos chegaram quando a estrutura urbana já estava pronta, o que não diminui a importância do trabalho educativo junto aos jovens dessas cidades.

Jovens — No ambiente escolar, onde existe um intenso protagonismo juvenil, cresce o movimento juvenil salesiano, partindo da proposta educativa e pastoral para grupos e celebrações de alunos, nos moldes consolidados na Articulação Juvenil Salesiana (AJS).

Vocações — A Família Salesiana hoje busca prolongar a ação e a missão de São João Bosco no mundo, indo ao encontro dos jovens, especialmente os mais necessitados. Grande parte do trabalho de instalação e fortalecimento das bases na Missão Salesiana de Mato Grosso foi feita por salesianos missionários vindos principalmente da Europa. Mas hoje existe uma geração de salesianos oriundos de um longo e participativo trabalho vocacional que continua gerando vocações à vida religiosa, salesiana, sacerdotal.

Comments

comments

Comente!

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS