Início Missões Indígenas Salesiano realiza capacitação para professores de escola com alunos indígenas em Campinápolis...

Salesiano realiza capacitação para professores de escola com alunos indígenas em Campinápolis (MT)

265
0
Diácono Salesiano José Alves faz formação sobre cultura xavante a professores de escola pública em Campinápolis. Foto: Reprodução Facebook.

A semana pedagógica da Escola Estadual Couto Magalhães, em Campinápolis (MT), teve a participação importante do Diácono Salesiano José Alves de Olivieira. A tradicional preparação dos professores e corpo técnico da escola aconteceu entre os dias 21 e 25 de janeiro.

A cidade de Campinápolis tem aproximadamente 37,2% da sua área pertencente à Terra Indígena Parabubure. São 22.492,19 há de terras habitadas pelos povos originários da etinia xavante. Essa realidade se reflete em vários aspectos do município, inclusive a realidade escolar. Grande parte dos alunos das escolas públicas da cidade são jovens xavante.

De acordo com a coordenadora pedagógica da escola, Ozeni Sousa Rodrigues, os professores precisam estar preparados para entender e trabalhar com a cultura xavante. Agora nós estamos com um povo novo na educação, que está chegando agora, pessoas que desconhecem essa realidade que a gente tem. Vieram pessoas removidas, tem novos contratados e tem também essa dinâmica, que a gente sempre tem, de novo chegando”, destacou.

Por isso, a diretora da escola, Míriam Lagares, convidou o Diácono Salesiano para apresentar um pouco da realidade social e cultural dos povos originários aos professores, principalmente a questão cultural que é muito forte na comunidade indígena xavante.

Para o salesiano, a preocupação da direção e coordenação da escola de Campinápolis e também de Poxoréu, onde esteve com a mesma finalidade nesta semana, é válida e louvável.  “Para mim, foi muito interessante ver que as escolas buscam melhor compreender a realidade indígena a fim de responder melhor as demandas que surgem dos alunos. Sabemos que os desafios são inúmeros, mas que um importante passo se dá quando a comunidade escolar aceita a realidade e buscam, por meio do diálogo, da discussão, construir juntos um caminho. Meus parabéns às escolas e votos de um bom ano letivo”, concluiu.