Início Escola Jovens tornam-se ministros extraordinários da Sagrada Comunhão no Colégio São Gonçalo

Jovens tornam-se ministros extraordinários da Sagrada Comunhão no Colégio São Gonçalo

135
0
Jovens alunos do CSSG são acolhidos no grupo Shalom. Foto: Reprodução Instagram CSSG

A equipe de Pastoral do Colégio São Gonçalo, de Cuiabá (MT), coordenada pelo P. Danilo Guedes, preparou sete alunos do Ensino Médio da escola salesiana para exercerem o ministério de Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão.

De acordo com a equipe, foram 7 semanas de intenso estudo e formação espiritual, para que os jovens pudessem estar adequadamente preparados a exercerem o ministério. Eles foram acolhidos para o grupo Shalom, encarregado das funções litúrgicas para as atividades religiosas dentro da escola.

Na Igreja Católica, o termo “Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão” refere-se a um membro leigo que foi designado para auxiliar os ministros ordenados (padres, diáconos) na distribuição da Comunhão durante a celebração da Santa Missa. Esse papel é uma forma de serviço voluntário que permite aos leigos participarem ativamente na vida da comunidade e ajudarem na administração dos sacramentos.

Os Ministros Extraordinários da Santíssima Eucaristia são designados pelo pároco ou pelo bispo local, após terem sido devidamente formados e treinados para essa função. Eles recebem uma autorização ou nomeação oficial para exercerem seu ministério, que pode ser temporário ou permanente, dependendo das necessidades da comunidade.

A principal responsabilidade de um Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão é auxiliar na distribuição da Comunhão Eucarística durante a Missa. Eles recebem o Corpo de Cristo consagrado pelo sacerdote e o oferecem aos fiéis que se aproximam para receber a Eucaristia. Além disso, podem ser designados para levar a Comunhão aos enfermos e aos membros da comunidade que não podem participar da Missa devido a alguma dificuldade ou doença. A Pastoral do CSSG também acolheu 10 novos “anjos monitores”. Eles atuam nos grupos e nos encontros organizados pela Pastoral, diretamente no cuidado, orientação e proteção aos que estão realizando uma experiência de encontro pessoal com Deus através de um retiro.