Início Pastoral Juvenil Vocacional Aspirantes e assessores do Serviço de Animação Vocacional se reúnem para convivência...

Aspirantes e assessores do Serviço de Animação Vocacional se reúnem para convivência em Campo Grande (MS)

112
0

De 27 de abril a 04 de maio, os aspirantes da turma 2023, juntamente com os casais representantes do Serviço de Animação Vocacional Salesiano (SAVS), estiveram reunidos na Casa de Retiros – Lagoa da Cruz, em Campo Grande (MS), para momentos de formação, convivência, partilha e oração.  

A programação da convivência foi organizada pela equipe de Pastoral da Sede Inspetorial, conduzida pelo Padre Aldir da Silva, Delegado Inspetorial para Pastoral Vocacional que acompanha os rapazes durante esta primeira experiência de discernimento vocacional junto aos Salesianos de Dom Bosco. 

Na programação, foram integrados os casais assessores do SAVS nas paróquias salesianas dispostas nos três estados em que a Inspetoria Santo Afonso Maria de Ligório está presente e também onde os aspirantes realizam suas experiências em Casas Salesianas.

No dia 29, sábado, os participantes receberam a visita do Inspetor, Padre Ricardo Carlos, que presidiu a Celebração Eucarística em honra a Nossa Senhora e a Santa Catarina de Sena, doutora da Igreja da qual se recorda a memória nessa data. 

Nos demais dias de encontro, aspirantes e assessores receberam formações de diversos temas com palestrantes Salesianos e colaboradores da Missão Salesiana de Mato Grosso, dentre elas: Oficina de Liturgia, Escola Bíblica, Ano Vocacional, Oficina de Comunicação, Palestra sobre a Congregação Salesiana – origem, missão e estrutura –, História da Inspetoria, tendo em vista a Comemoração dos 130 anos em 2024, entre outras. 

Também esteve presente a comunidade do Pós-Noviciado, do Instituto São Vicente, que ministrou oficinas e participaram conjuntamente da Santa Missa e da oração do Terço pelas Vocações. Além disso, os aspirantes puderam assistir a abertura dos Jogos Marianos no dia 1 de maio, tradição nas Casas de Formação Salesiana. 

Seguindo a programação, no dia 2, terça-feira, os aspirantes visitaram a Comunidade do Paulo VI, localizada no bairro Santo Antônio, onde há a residência salesiana dos Padres e Irmãos que necessitam de atendimento de saúde e a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora. O diretor da comunidade, Padre Orozimbo de Paula, recebeu os participantes e às 19h presidiu a Santa Missa com os vocacionados e juventude da paróquia. 

Riquelme Ferreira Soares, 17 anos, natural de Três Lagoas (MS), reside hoje na Casa Salesiana do Colégio Santo Antônio, em Coxipó da Ponte, Cuiabá (MT). “A convivência está sendo maravilhosa, muitas formações e oficinas apropriadas para cada uma das realidades que vivenciamos no trabalho da Casa Salesiana”, disse. 

O aspirante também conta como tem sido a experiência de conhecer mais sobre o carisma salesiano atuando no Colégio. “Eu realizo vários trabalhos, principalmente de cunho Pastoral. Dou ideias, preparo ambientes para as atividades com os alunos na Capela ou no Teatro, e já tive a experiência de ser monitor de jornadas e em outros retiros promovidos pela equipe de Pastoral”

“A experiência aqui na convivência tem sido maravilhosa. Pude aprender mais sobre Comunicação, mesmo já tendo algumas experiências de falar em público, a oficina me proporcionou mais aprendizagem neste sentido. Também gostei muito da Oficina de Liturgia, foi importantíssima tendo em vista que estou vivendo, pela primeira vez, a experiência de servir ao altar. Está sendo muito bom”, conclui. 

Em processo de discernimento vocacional, Tauã Fernando Rici Oliveira, 22 anos, é natural de Penápolis (SP) e participou pela primeira vez de uma convivência com os Salesianos de Dom Bosco. “Foi muito gratificante, diferente do ambiente do qual estou inserido, e foi muito proveitoso porque deu para conhecer o carisma salesiano, de fato. O mundo tem um problema perene com a juventude, onde a falta de boa instrução pode gerar, futuramente, problemas sociais muito graves. Então o carisma de Dom Bosco, de tratar a juventude bem, ser acolhedor, ensinar o que é correto, ser caridoso, piedoso e sempre ensinar a verdade, e aprender a fazer isso da melhor maneira possível, com todo cuidado (…) Para mim, é maravilhoso estar aprendendo e podendo viver tudo isso”, comenta. 

O vocacionado também recorda que os momentos propostos o ajudaram a entender mais sobre o trabalho e missão da Inspetoria. “Nós tivemos oportunidades de falar com irmãos religiosos, sacerdotes, com os leigos que trabalham os Salesianos, e deu para identificar qual o trabalho de cada vocação dentro do carisma salesiano, da congregação”, afirma. 

 

Gabriela Vilela 

Assistente de Comunicação – MSMT