Início Comunicação Social O desafio de educar como Dom Bosco no século XXI

O desafio de educar como Dom Bosco no século XXI

55
0
Aula digital no Colégio Salesiano Dom Bosco - Campo Grande (MS).

Educar como Dom Bosco. Que desafio! No século do imediatismo, da comunicação instantânea e da efemeridade dos relacionamentos, o Sistema Preventivo está mais atual – e necessário – do que nunca. Acordar todos os dias e ter à frente um encontro único com os educandos é tarefa para quem tem na educação não uma ocupação, mas uma missão-vocação.

O educador salesiano tem um olhar diferente. O trabalho de três décadas em escolas permite perceber quem efetivamente foi “contaminado” pelo olhar de Dom Bosco. Essa marca não se adquire instantaneamente, ao fazer um contrato de trabalho em uma escola salesiana. Esse profissional é formado em doses homeopáticas, ministradas ao longo de anos.

O amor educativo de Dom Bosco, inspirado na figura do bom pastor, faz do educador salesiano um observador atento ao comportamento do aluno. Agressividade, sonolência, dispersão, momentos de euforia, seguidos de apatia, são sinais claros de que algo está errado e precisa ser investigado. Não basta entrar em uma sala e ministrar um conteúdo. Até na turma mais perfeita haverá sempre um aluno que vai precisar dessa assistência tão cara ao Sistema Preventivo, assim como, até no aluno mais difícil, é possível achar um ponto sensível para trazê-lo para o caminho do bem.

Dom Bosco também dizia que o pátio e o refeitório são locais ideais para conhecermos efetivamente quem são os nossos alunos. O educador salesiano, então, está presente em intervalos, encontros esportivos e confraternizações, numa convivência sadia e proativa. Ele não é um vigia, um guarda do comportamento do aluno, mas sim uma presença amiga que poderá aproveitar-se desses momentos para uma ação direta naqueles que estão precisando de uma “palavrinha ao pé do ouvido”.

A racionalidade que é própria do processo educacional e não pode ser descuidada em nossas escolas, precisa vir junto da preocupação com a formação de bons cristãos e honestos cidadãos. Não será um educador salesiano aquele professor preocupado somente na transmissão de conteúdos, “em dar a sua aula e pronto”. O conteúdo precisa sempre ser um pretexto para a formação de crianças, adolescentes e jovens conscientes de seu papel na formação de uma sociedade melhor, guiada pelos valores do Evangelho.

E como educação é para Dom Bosco coisa do coração, então não dá para ser educador salesiano sem ser apaixonado pelo ser humano. É essa paixão que vai fazer com que esse profissional sempre busque no outro a realização para a sua missão.

Lúdio Silva

Coordenador Pedagógico e Jornalista

Colégio Salesiano Dom Bosco/ Campo Grande-MS


Clique aqui para acessar o Informativo nº 12 da MSMT.