Início Comunicação Social Falece aos 85 anos Monsenhor Jonas Abib, Fundador da Comunidade Canção Nova

Falece aos 85 anos Monsenhor Jonas Abib, Fundador da Comunidade Canção Nova

113
0

(ANS – Cachoeira Paulista-SP) – A Comunidade Canção Nova, 25° Grupo da Família Salesiana (FS), informou, através de comunicado, o falecimento do seu Fundador, Monsenhor Jonas Abib, de 85 anos, ocorrido na noite desta segunda-feira, 12 de dezembro de 2022, às 22h14, em sua residência em Cachoeira Paulista (SP). Monsenhor Jonas Abib foi um dos religiosos que se destacou na ação evangelizadora da Igreja Católica na América Latina, utilizando os Meios de Comunicação Social, e na realização de grandes eventos de evangelização.

A causa da morte do sacerdote foi insuficiência respiratória por bronco-aspiração e disfagia motora. Desde maio de 2021, Monsenhor (Mons.) Jonas estava em tratamento quimioterápico de um mieloma múltiplo. O velório se fará nesta terça-feira, 13 de dezembro, e seguirá até quinta-feira, 15 de dezembro, na ‘Canção Nova’ em Cachoeira Paulista (SP).

Mons. Jonas Abib foi o fundador da Comunidade Canção Nova e, além disso, presidente da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação e da Rede de Desenvolvimento Social Canção Nova, e Reitor do Santuário do Pai das Misericórdias em Cachoeira Paulista. Foi pregador, músico, escritor e articulista do Portal e da Revista Canção Nova. Ocupou o cargo de Vice-Presidente da Diretoria Executiva da Fraternidade Católica Internacional, órgão ligado ao Pontifício Conselho para os Leigos da Santa Sé, em Roma, e foi um dos membros do Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica no Brasil (RCC).

Pregador internacional e referência como musicista católico, nasceu no dia 21 de dezembro de 1936, na cidade de Elias Fausto (SP). É filho de Sérgio Abib, de ascendência sírio-libanesa, e de Josepha Pacheco Abib, de ascendência italiana.

Aos 12 anos, mudou-se para o município de Lavrinhas (SP) para iniciar os estudos na Congregação Salesiana. Estudou Filosofia no Instituto Salesiano de Filosofia e Pedagogia, em Lorena (SP), e Teologia no Instituto Teológico Salesiano Pio XI, em São Paulo (SP). Foi ordenado sacerdote em 1964 e adotou o lema “Feito tudo para todos”.

Mons. Jonas iniciou seus trabalhos com os jovens promovendo encontros e retiros para a juventude de São Paulo (SP). Depois de ingressar na Renovação Carismática Católica (RCC), em 1971, empenhou-se ainda mais no trabalho com a juventude.

No dia 2 de fevereiro de 1978, fundou a Comunidade Canção Nova, que tem a missão de evangelizar comunicando Jesus e a vida nova que Ele veio trazer, por meio de encontros e meios de comunicação social. Dois anos depois, inaugurou a Rádio Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), e, em 1989, a TV Canção Nova.

Em 2002, Mons. Jonas encontrou-se com o Papa João Paulo II, o que foi, para ele, a confirmação de sua missão. Em 2006, recebeu o Prêmio Santa Clara, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pelo documentário Concílio Vaticano II, produzido pela TV Canção Nova.

Aos 70 anos, gravou o DVD “Como é linda a nossa família”. O show foi realizado no teatro da Academia Militar de Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ) e lançado no dia 2 de fevereiro de 2008, quando a Comunidade completou 30 anos. O trabalho apresenta algumas músicas consagradas em sua caminhada de musicista católico iniciada na década de 1970, com seu primeiro LP “O Amor Vencerá”.

No dia 17 de outubro de 2007, recebeu do Vaticano o título de ‘Monsenhor’, a pedido de Dom Benedito Beni dos Santos, então bispo da Diocese de Lorena (SP), de que a Canção Nova faz parte: um reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à Igreja e ao Povo de Deus.

Em janeiro de 2010, ele pôde celebrar a admissão oficial da Canção Nova na Família Salesiana (FS), aprovada pelo Conselho Geral dos Salesianos, em Roma. O Reconhecimento Pontifício Definitivo da Comunidade Católica se deu em 29 de junho de 2014, dia da Solenidade de São Pedro e São Paulo. No mesmo ano, foi realizada a Cerimônia de Dedicação do Santuário do Pai das Misericórdias, na sede da Canção Nova, e também celebrados os 50 Anos de Sacerdócio de Mons. Jonas Abib.

Outro título recebido por ele foi o de Doutor ‘Honoris Causa’ em Comunicação Pastoral, outorgado pelo Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium – UniSalesiano, em 31 de março de 2017.

Mons. Jonas Abib ensinou com a vida que a santidade é uma urgência e se gastou até o último instante na vivência do “Ou Santos ou Nada”. Durante todo o exercício de seu ministério sacerdotal deu “sangue, suor e lágrimas” para salvar almas para Deus e preparar um Povo bem-disposto para a segunda vinda de Jesus.

Na conclusão do comunicado de Canção Nova se diz: “Todo o corpo Canção Nova se une neste momento de dor pela perda de seu pai espiritual. (Ele) foi o grande idealizador desta Obra que hoje conta com mais de 1300 membros espalhados pelo Brasil e exterior”. (Embora com o coração triste) “e enlutado, a Comunidade e todos os que fazem parte da família Canção Nova, reafirmam a sua esperança na Ressurreição (…) Canção Nova desde já agradece o carinho e as condolências pela perda do querido Monsenhor Jonas Abib e vai se empenhar ainda mais por que seus preciosos e incontáveis ensinamentos possam chegar a mais e mais pessoas, para que façam a experiência do encontro pessoal com Jesus assim como ele fez, e não se cansava de testemunhar”.

Fontes: Notícias Canção Nova, Vatican News