Início Ação Social Coordenadores de Comunicação realizam encontro inspetorial em Campo Grande

Coordenadores de Comunicação realizam encontro inspetorial em Campo Grande

88
0

Em dois dias de reunião, os representantes dos setores de comunicação dos setores escolas e obras sociais da Inspetoria Salesiana de Campo Grande aprofundaram temas como o perfil do comunicador salesiano, a importância da comunicação inspetorial, além de trocarem experiências e desafios vividos em cada uma das presenças da inspetoria.

No primeiro dia de encontro, a oração de abertura foi uma leitura orante da Mensagem do Papa Francisco para o 57º Dia Mundial das Comunicações Sociais. O documento serviu de inspiração inicial aos temas a serem abordados. Em seguida vieram as apresentações dos temas propostos e também um trabalho em grupo para iniciar um planejamento para um possível Plano local de Comunicação Salesiana para cada uma das presenças.

Ainda no primeiro dia, houve a importante participação do Delegado Inspetorial para a Comunicação da Inspetoria Salesiana São João Bosco (BBH), Igor Gomes da Silva. Falando por vídeo conferência, Igor apresentou fundamentações teóricas e números que comprovam a eficácia de uma unificação de projetos de comunicação para a realidade salesiana. A apresentação foi baseada nos projetos já implantados na Inspetoria de Belo Horizonte.

No segundo dia, o tema de estudos e reflexões foi o trabalho em rede, organizado no mundo salesiano pela Rede Salesiana Brasil. Foram apresentadas as atividades do escritório de Brasília da RSB, as propostas e possibilidade de participação das presenças da inspetoria no trabalho em rede.

O encontro foi encerrado com a Santa Missa celebrada pelo P. Aldir da Silva, Delegado Inspetorial para a Pastoral Juvenil Vocacional da Missão Salesiana de Mato Grosso. Na homilia, baseada na liturgia diária que apresenta a leitura do Livro do Profeta Jeremias (18,18-20) e o Evangelho de S. Mateus (20,17-28), P. Aldir comparou a missão e os desafios dos comunicadores com aqueles vividos pelo profeta Jeremias.  E lembrou que abraçar a cruz faz parte da missão, mas não como queria a mãe dos apóstolos Tiago e João.

A avaliação feita pelos participantes do encontro foi amplamente positiva, lamentando a ausência de representantes de obras importantes da inspetoria. “Foi uma oportunidade de vermos alguns elementos técnicos da comunicação na ótica Salesiana”, avaliou o salesiano Ampélio Geraldo da Silva. Já o salesiano Cleiton Cecílio apontou a grande volume de informações que circula nos meios de comunicação e rede sociais abre o risco de perda de itens importantes para a história das presenças, o que gera a necessidade de um tratamento adequado das informações produzidas. “Penso que a formação buscou ajudar a organizar e a colocar uma estratégia futura nas atividades de comunicação”, observou.

Um dos objetivos do encontro foi aprofundar a consciência da necessidade de se ter uma comunicação em rede, a partir dos subsídios fornecidos pelo escritório central da Rede Salesiana Brasil. O que foi observado pelo aspirante Matheus Salles, que atua no Colégio Dom Bosco de Campo Grande. “As colocações e temas abordados firmaram nosso comprometimento com este trabalho que é expressão autêntica do Carisma Salesiano e que tem por missão salvaguardar e expandir este tesouro”, afirmou.

O destaque dado ao trabalho de comunicação nas obras sociais também foi lembrado nas avaliações dos participantes. Para o coordenador pedagógico do Oratório Filhos de Dom Bosco, de Rondonópolis (MT), o encontro cumpriu o que era o objetivo, de manifestar a necessidade de uma boa comunicação (e comunicação salesiana) nas presenças. “Importante citar também a dinamicidade, interação entre todos, tal diálogo que favorece ainda mais o desenvolvimento a respeito do tema da comunicação. Faz-se importante conhecer outras realidades e ver como estamos, o que podemos melhorar e também o que temos caminhando bem, e acredito que conseguimos analisar isso a partir deste encontro”, citou.

Já o educador de pastoral e representante da comunicação da Obra Social “Cidade Dom Bosco”, de Corumbá (MS), Romário Corrêa Ramos, destacou a importância de ver como é trabalhado o setor da comunicação em cada uma das presenças da inspetoria. “Ajudou a pensar em como aprimorar ainda mais na minha realidade e já pensando em ideias que podem ser aplicadas na Cidade Dom Bosco; o encontro serviu para reforçar o apoio da sede com as equipes de comunicação”, revelou.

O fato do encontro ter sido realizado de forma presencial e a importância dos temas abordados no encontro também foram apontados como destaque positivo pela coordenadora de comunicação da Obra Social de Três Lagoas, Daniella Alves. “Foi um espaço privilegiado para a discussão. Os temas abordados também foram de excelente escolha para as realidades atuais das presenças salesianas”, declarou.

Euclides Fernandes

DRT/MS 55/02