Início Comunicação Social Anunciados os vencedores do Concurso Cartaz da Estreia 2024

Anunciados os vencedores do Concurso Cartaz da Estreia 2024

293
0
Foto: Divulgação ANS

Inspirados pela mensagem de esperança e confiança nos jovens do ‘Sonho dos Nove Anos’ de Dom Bosco, 30 artistas de todo o mundo participaram do Concurso Internacional de Cartazes da Estreia do Reitor-Mor para 2024. Após meses de trabalho árduo de pesquisas e seleção, o vencedor foi finalmente anunciado.

Interpretar “o sonho que faz sonhar”, como está claramente expresso na primeira parte do lema escolhido pelo Reitor-Mor para a sua Estreia, foi um desafio fascinante para muitos designers gráficos e artistas de todo o mundo, que lhes permitiu partilhar, com um público mundial, seus talentos e suas interpretações próprias sobre o sonho mais famoso de Dom Bosco.

Das 32 propostas recebidas, vindas de todos os continentes, a comissão, criada especialmente para a ocasião sob a coordenação do P. Gildásio Mendes, Conselheiro Geral para a Comunicação Social, selecionou por unanimidade as cinco propostas consideradas mais adequadas para transmitir a mensagem da Estreia do Reitor-Mor. O próprio P. Ángel Fernández Artime escolheu, então, a proposta vencedora – que se tornará, portanto, o cartaz oficial da Estreia 2024. Em seguida, o Reitor-Mor também indicou os cartazes que ficaram em segundo e terceiro lugar, cujos autores receberão – assim como o autor do cartaz vencedor – o correspondente prêmio em dinheiro previsto no concurso.

O cartaz da Estreia do Reitor-Mor para 2024 é, portanto, fruto da habilidade e criatividade da jovem paraguaia Salmi Medina, designer gráfica e ilustradora, apaixonada por contar histórias através de imagens, que atualmente está a cursar Faculdade de comunicação.

“O conceito artístico que procurei representar é basicamente a salesianidade em desenho; o equilíbrio da composição se encontra nos personagens centrais: Dom Bosco com seus jovens, entre os quais o Santo sempre se sentiu realizado – explica a autora – o. Me lembra muito o logo ‘Salesianos Dom Bosco’, onde se vê Dom Bosco e os salesianos em viagem, na companhia de jovens de todo o mundo. Esta ilustração representa exatamente aquela viagem e um caminho que ele sonhou para os jovens…: a esperança”.

A composição conta com uma paleta de cores vivas em sintonia com o “sempre alegres” de Dom Bosco, representa conceitualmente o pequeno Joãozinho, que passava as tardes entretendo jovens e crianças como equilibrista quando, em sonho, viu que, por meio do amor, alguns lobos viravam cordeiros. A partir daquele momento, decidiu dedicar sua vida ao seu serviço, agora não mais tendo que lidar apenas com uma corda bamba, mas com uma grande responsabilidade.

O segundo lugar foi para o designer português Nuno Quaresma, membro do Escritório de Comunicação Social da Inspetoria “Santo Antônio”, de Portugal.

O autor, que já havia criado um dos dois cartazes utilizados para a Estreia 2023, elaborou sua proposta em três cenas: no canto superior esquerdo, o pequeno João sonha com jovens que lutam, lobos e cordeiros. Em primeiro plano, sempre à direita, aparece a cena do diálogo entre Joãozinho Bosco e aqueles que ele reconhecerá como Maria Auxiliadora e Jesus; ao lado, uma longa fila de jovens alegres: aqueles transformados pela educação salesiana ao longo das gerações.

Por fim, o terceiro lugar ficou com outra mulher, Reg Silva, ilustradora e pintora de Manila, nas Filipinas, que também tem experiência como artista em animação. Ela está ligada aos meios salesianos, cursa o terceiro ano do Mestrado em Pastoral na Escola de Teologia Dom Bosco, na cidade de Parañaque, e é uma leiga empenhada em sua paróquia, seja em nível pastoral como no ministério da comunicação social.

Na apresentação do seu trabalho, Reg Silva escreveu: “Quis retratar Jesus e Maria como figuras protetoras e orientadoras do jovem Bosco. Assim como Jesus, o Bom Pastor, embala um cordeiro nos braços, assim é o pequeno João Bosco – reflexo do seu futuro ministério de bom pastor, comprometido com a educação e a formação dos jovens, sempre com a orientação e proteção de Maria. Toda a imagem está contida num coração, lugar no qual, por meio da graça santificadora de Deus, deve ocorrer a nossa transformação pessoal. Somente quando os nossos corações forem mudados, poderemos derramar Sua graça sobre os jovens e transformar os “lobos” em “cordeiros”. Este é o sonho que nos faz sonhar.”

Os artistas expressaram gratidão por esta iniciativa da Congregação, que os colocou em contato com um tema tão rico em sugestões e mensagens inspiradoras.