Início Comunicação Social “A Família Salesiana se guia pelo Espírito Santo”

“A Família Salesiana se guia pelo Espírito Santo”

69
0

(ANS – Torino) – Os guias mundiais dos 32 Grupos da Família Salesiana (FS) encontraram-se online de 21 a 23 de maio, com o Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime, de Valdocco, por ocasião da “Consulta Mundial do Família Salesiana”. A modalidade digital do encontro permitiu que todos se encontrassem, em sessões de duas horas por dia, em torno do ‘Pai e Centro de Unidade da Família Salesiana’, o Reitor-Mor, num espaço animado e orientado pelo Delegado Central do Reitor-Mor para a FS, P. Joan Lluis Playá.

Dois elementos fundamentais constituíram a reflexão do encontro: o aprofundamento da Estreia do Reitor-Mor para o ano 2021, sobre o tema “Movidos pela esperança: ‘Eis que faço novas todas as coisas’ (Ap 21,5)”; e uma pergunta, dirigida a todos os participantes: “Qual é a ‘Novidade do Reino’ mais significativa que está surgindo em nosso Grupo neste momento?”.

O P. Gustavo Cavagnari, salesiano, professor de Teologia Pastoral da Pontifícia Universidade Salesiana, de Roma (UPS), ajudou a aprofundar a vivência da esperança, enfrentando o presente de maneira cristã e salesiana.

Logo depois, o trabalho em grupo permitiu compartilhar a rica experiência do Reino de Deus gerada nas diferentes realidades da FS.

O encontro foi enriquecido por mensagens de animação, momentos de oração e orientações do Reitor-Mor. “A Família Salesiana é guiada pelo Espírito Santo”, disse o Reitor-Mor no final do encontro. “Se alguma situação não for guiada pelo Espírito Santo, no devido tempo poderemos ver um fim. Não há outro caminho, apenas o de ser guiado pelo Espírito Santo. O mesmo vale para todos os 32 Grupos da FS, independentemente do número ou da idade… Por isso, convido toda a FS a ser corajosa. Sim, a coragem é a principal condição para o nosso crescimento rumo ao futuro. Mesmo nas dificuldades da pandemia, o ‘medo’ não pode ser o nosso paradigma…”, concluiu.

Por isso, convidando-nos a procurar sinais de novidade, o P. Á. F. Artime acrescentou: “Existem alguns grupos pequenos entre os pobres nas favelas brasileiras ou entre os povos indígenas da Guatemala… Pequenos, mas corajosos e vivos no Espírito… Devemos ser testemunhas”.

O programa de atividades foi completado por diversas comunicações vindas dos vários grupos, especialmente daqueles que celebram seus Capítulos Gerais ou aniversários significativos durante o ano, e pela apresentação de algumas propostas pelo Secretariado da FS.

O Secretariado para a FS também se comprometeu a preparar uma publicação com os frutos do trabalho do encontro.

Para mais informações: www.salesiansfamily.net e www.sdb.org