Início Pastoral Juvenil Vocacional Retiro EIVOC reúne rapazes em processo discernimento vocacional

Retiro EIVOC reúne rapazes em processo discernimento vocacional

50
0

O EIVOC – Retiro Vocacional reuniu 16 rapazes em processo de discernimento vocacional, e que estão entre o término do terceiro ano do ensino médio até os 35 anos de idade. O retiro aconteceu no último final de semana (01, 02 e 03/10), no Instituto São Vicente – Lagoa da Cruz, em Campo Grande (MS) e terminou no domingo após a Santa Missa e almoço de encerramento. O encontro começou com o jantar na noite de sexta-feira. O tema, desta vez, foi o trecho do capítulo 10 do Evangelho de São Marcos: “Eis que nós deixamos tudo e te seguimos!”.

A programação foi dividida entre oração, partilha, reflexão, testemunho e estudos sobre a vida e convivência salesiana. A equipe da Pastoral Juvenil Vocacional da Sede Inspetorial, promoveu a animação e dinâmica de integração no primeiro dia de encontro. Padre Wagner Galvão, Delegado Inspetorial da Pastoral Juvenil Vocacional da Missão Salesiana de Mato Grosso, foi quem conduziu os momentos de Lectio Divina e Adoração Eucarística.

As mensagens que direcionaram os momentos de reflexão e estudos foram pautadas pelos desafios e passos do discernimento vocacional. O pós-noviço, Lucas Fonzar, partilhou o seu testemunho de chamado vocacional na Família Salesiana e palestrou direcionado pelo tema “As minhas escolhas: eu escolho Deus”. No terceiro dia, os participantes conheceram mais sobre o carisma e espiritualidade salesiana, além do apostolado voltado aos jovens.

Germán Luis Rodríguez Rodríguez, 22 anos, é estudante de Filosofia e participou do EIVOC. Para ele, o encontro foi enriquecedor. “Foi um encontro onde, literalmente, mostrou-se como é o carisma, e como é o espírito do fundador, que é transmitido para cada um dos membros salesianos. Interessante como foi apresentada a convivência e irmandade entre a família salesiana. Embora Dom Bosco, o fundador, tenha vivido em outro século, em outra história, os salesianos continuam com o que ele deixou, trabalhando pela juventude e por amor à Igreja”, disse.

“Os momentos que mais me marcaram foram a Adoração Eucarística e o Terço Vocacional, o P. Wagner falou coisas que despertaram, de fato, o desejo de nos consagrarmos e servir a Igreja”, declarou.