Início Reitor Mor Reitor-mor é recebido com cantos e danças xavante em São Marcos

Reitor-mor é recebido com cantos e danças xavante em São Marcos

1361
0
Dom Ángel Artime abençoa crianças xavante na chegada à presença missionária de São Marcos. Foto: MSMT

No final da tarde desta segunda-feira (11/03), o Cardeal Ángel Fernández Artime chegou à comunidade missionária salesiana de São Marcos, junto aos povos originários xavante. A recepção ao Reitor-mor salesiano aconteceu de forma calorosa, principalmente por parte das crianças.

Acompanhado peso inspetor da MSMT, P. Ricardo Carlos e pelo bispo de Barra do Garças, Dom Paulo Renato, o Reitor-mor salesiano chegou debaixo do grito das crianças “Dom Bosco aima’rowena!”, que significa em tradução livre “Seja bem-vindo, Dom Bosco!”.

As palavras de boas-vindas oficiais ficaram a cargo do pároco salesiano da comunidade, P. Alfred Heidler. Ele agradeceu a visita do décimo sucessor de Dom Bosco, lembrou que o povo xavante faz parte do sonho de Dom Bosco com as missões na América do Sul, e ainda citou pontos da Estreia 2024, “O sonho que vos faz sonhar”.

Após as boas-vindas oficiais, as crianças xavante, pintadas para festa, acorreram aos líderes religiosos para pedir-lhes a bênção. Dom Ángel e Dom Paulo Renato abençoaram um por um aos que se aproximavam. Uma experiência marcante para o novo bispo de Barra do Garças. “É a experiência de quem sente que a igreja não é algo distante, solto, que se vive só quando se participa de uma celebração, mas que a igreja é no cotidiano, no dia a dia, o respeito, a forma com que eles chegam, o pedido da bênção, tudo isso faz parte de uma cultura que entra na evangelização, e da evangelização que entra na cultura. É um povo que não deixou suas marcas, suas características, mas que abraçou o evangelho e respeita a igreja. Isso é muito bonito de ver”, declarou.

Esse primeiro contato com o povo xavante motivou o bispo a ter um carinho e atenção especiais com os xavante. “Eu estou em Barra do Garças há um mês e essa foi uma oportunidade abençoada por Deus, acolhida e principalmente a confirmação do trabalho sério de evangelização em favor do reino de Deus, desempenhado pelos missionários salesianos. Deus abençoe essa iniciativa e se Deus permitir, nós estaremos muitas vezes aqui celebrando e convivendo com o povo Xavante”, afirmou.

Já no início da noite, o Reitor-mor retornou à aldeia São Marcos para a oração do Santo Terço. Centenas de pessoas acompanharam o andor com a imagem iluminada de Nossa Senhora Auxiliadora, rezando o terço. A cada mistério rezado, um grupo fazia uma meditação e uma homenagem, com um canto xavante, a Nossa Senhora.

Ao final da oração, Dom Ángel ouviu as palavras de acolhida e de reconhecimento ao trabalho dos salesianos junto ao povo xavante, ditas pelas lideranças locais. Ele ainda recebeu presentes simbolizando a cultura desse povo originário. Em seguida abençoou todos os que estavam presentes pela intercessão de Nossa Senhora Auxiliadora.