Início Instituição de Ensino Superior Rede Salesiana Brasil promove I Seminário de Boas Práticas Educomunicacionais

Rede Salesiana Brasil promove I Seminário de Boas Práticas Educomunicacionais

79
0

Aconteceu, nos dias 12 e 13 de abril, de forma on-line e totalmente gratuita, pela Plataforma Zoom, o I Seminário de Boas Práticas Educomunicacionais da Rede Salesiana Brasil (RSB). O evento promoveu o estudo e a socialização de conhecimentos de boas práticas desenvolvidas nas presenças salesianas dentro do âmbito da Educomunicação. Ao todo, foram recebidas 43 Boas Práticas, das quais 10 foram selecionadas para apresentação no evento.

O primeiro dia do Seminário trouxe uma fala de abertura do Diretor Executivo da Rede Salesiana Brasil, P. Nivaldo Luiz Pessinatti, sobre este grande momento para as ações da RSB. “Certamente que este encontro, este movimento da nossa Rede, pode ser considerado um grande presente Pascal. A Páscoa é fortemente simbolizada pelo Círio Pascal, pela luz, pela luminosidade, pela clareza. A nossa atividade comunicacional, a nossa atividade educacional tem essa intencionalidade: oferecer luz, oferecer clareza, oferecer indicações, animações para que cada um possa fazer o seu Projeto de Vida, a sua caminhada, o seu itinerário de forma mais serena, mais segura e esclarecida”.

Em seguida, a Coordenadora Nacional de Comunicação da Rede Salesiana Brasil, Ir. Maike Loes, trouxe uma fala sobre a construção coletiva e colaborativa que resultou no I Seminário de Boas Práticas da RSB. “Sim ele [o Seminário] é nosso! É uma construção coletiva, fruto de vivências significativas, de práticas educomunicativas já incorporadas no nosso dia a dia. É um evento criado, pensado, organizado a muitas mãos, mentes e corações […], mas hoje o tempo é de vocês que vão apresentar as Boas Práticas e de nós que queremos acolher cada expressão, cada palavra, cada imagem, cada vídeo, cada respiro educomunicativo”.

O início do Seminário também contou com uma roda de conversa protagonizada pelo Comitê Organizador do evento. A popularização das Inteligências Artificiais (IA) como o ChatGPT e os impactos na educação, bem como os conceitos e desafios da Educomunicação foram os temas principais das primeiras reflexões. O Coordenador do Projeto Educomunicação em Ação Social da RSB, professor Joadir Foresti, trouxe um pouco de suas interações com o ChatGPT e fez reflexões sobre as respostas que a IA trouxe para assuntos como: “Você sabe o que é Educomunicação?”, “Quais são as áreas de intervenção da Educomunicação?”; além de referenciar o documento “Educomunicação na Perspectiva do Pacto Educativo Global”, produzido pela Rede Salesiana Brasil.

O Animador de Comunicação da Inspetoria Nossa Senhora Auxiliadora, Pedro Barreto, trouxe uma rica reflexão sobre quem é o(a) profissional de Educomunicação, traçando um paralelo entre a mudança de percepção de mundo entre as gerações e como as contribuições deste profissional na educação trazem transformação social. Já a Professora da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Antônia Alves, fez algumas reflexões sobre a Educomunicação como estilo de vida, uma vez que “o ser humano é, por natureza, um ser social, dialógico e vivencial”, trazendo a dimensão da educomunicação como um processo democrático e humanizador.

Em seguida, o professor da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande (MS), Eduardo Biagi, trouxe uma análise sobre as limitações e especificidades da Inteligência Artificial ChatGPT que está sendo cada vez mais amplamente divulgada e utilizada, bem como uma proposta de reflexão sobre o que é tecnologia (não só as novas, mas todas as tecnologias que já estão à disposição da sociedade), evidenciando que é sempre necessário trazer a pessoa como o centro das ações e as tecnologias como ferramentas. Eduardo também trouxe uma ilustração criada por Inteligência Artificial, que simula uma selfie de Dom Bosco com seus jovens, apontando as infinitas possibilidades de utilização das tecnologias atuais.

Fechando a roda de conversa, o também professor da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande (MS), Oswaldo Ribeiro da Silva, trouxe uma importante reflexão da latente necessidade de atualização de alguns conceitos que o ChatGPT traz, evidenciando especialmente a importância do fator humanos e suas habilidades no gerenciamento dessas novas ferramentas para a utilização das tecnologias em suas melhores possibilidades.

As duas tardes de evento foram contempladas com a apresentação de algumas das Boas Práticas selecionadas, ocasião em que estudantes e professores puderam compartilhar seus trabalhos e experiências educomunicacionais. É possível conferir todos os detalhes sobre Boas Práticas apresentadas e ainda conhecer as outras 33 inscritas no Seminário acessando o site oficial do evento.

O Seminário foi finalizado com uma rica reflexão comandada pelo representante da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e criador do Programa Imprensa Jovem, Carlos Lima. Sua participação teve a proposta de ampliar o olhar dos participantes sobre o quanto a Educomunicação pode ser transformadora e ir além dos muros das escolas. O Programa Imprensa Jovem é uma proposta reconhecida pela UNESCO como uma prática de alfabetização midiática informacional.

 

Equipe de Comunicação da RSB