Você está em:    Home      Notícias      Dia a Dia Salesiano      O Papa Francisco às FMA: “Não vos esqueçais da graça das origens… Maria Auxiliadora vos ajudará: sois suas filhas!”

O Papa Francisco às FMA: “Não vos esqueçais da graça das origens… Maria Auxiliadora vos ajudará: sois suas filhas!”

26 de outubro de 2021

(ANS – Roma) – Com uma visita realmente surpreendente, sexta-feira, 22 de outubro, o Santo Padre Francisco manifestou novamente toda a sua atenção à Família Salesiana, indo de surpresa à Casa Geral das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) em Roma, para encontrar-se com as religiosas participantes ao Capítulo Geral XXIV do Instituto. O Pontífice alertou-as acerca do mundanismo espiritual; e exortou-as: a consumir sempre da riqueza do carisma, a cultivar o espírito de família e a ser comunidades geradoras no serviço aos jovens e aos mais pobres.

Um prolongado aplauso das Capitulares acolheu o Sumo Pontífice em seu ingresso na Aula Capitular. A Madre Geral, Irmã Chiara Cazzuola, dirigiu-Lhe uma cordial saudação, agradecendo por tê-Lo presente e expressando a alegria por tê-lo “em casa”!

“Estamos quase no final do nosso Capítulo Geral XXIV em que viemos refletindo sobre o tema « ‘Fazei tudo o que Ele vos disser’ (Jo 2,5). Comunidades geradoras de vida no coração da contemporaneidade ». Foi um processo de muito empenho; e estamos certas de que a presença de Maria, Mãe, Mestra e Auxílio poderoso, nos guia hoje como o fez ao longo destes 150 anos da história do Instituto FMA; e, mais, nos interpela a uma regeneração no Espírito Santo que torne as nossas Comunidades Educativas geradoras de vida nova. Como FMA, sentimos o desejo de uma profunda renovação vocacional, de potenciar a alegria e a beleza do chamado de Deus. O encontro com Vossa Santidade, hoje, Santo Padre, é – para nós, para o nosso Capítulo – , um convite a dispensar mais força vital, mais disposição, mais coragem evangélica no viver ao mandato que a Igreja nos confia”.

Sucessivamente, o Papa Francisco, com seu estilo simples e familiar, dirigiu a Sua palavra às Capitulares: apreciou a centralidade de Maria na reflexão capitular e convidou a imitá-La: Ela “nada retém para Si, mas tudo endereça a Jesus”.

Encorajou além disso ao serviço feito em todo o mundo, especialmente no atual contexto social multicultural e multirreligioso, ainda mais marcado por causa da pandemia.

Concentrando-se no objetivo do Capítulo – Despertar o frescor originário da fecundidade vocacional do Instituto – , o Papa Francisco ilustrou os desafios e a beleza da Vida Consagrada, que, sem negar as possíveis “fragilidades e dificuldades presentes nas comunidades ”, sublinhou ao mesmo tempo a possibilidade de experimentar, exatamente em seu interior, “um ‘kairós'”, um tempo favorável para ir às raízes carismáticas”.

Alertou contra os perigos do “mundanidade espiritual” – essa sutil e perniciosa atitude que, sem criar escândalos evidentes, termina por fechar os horizontes e tirar a paz – ; e indicou, como via de solução, o retorno e renovamento ao/do carisma, que – continuou – “é uma realidade viva, não uma relíquia embalsamada” (….) É a criatividade que dá a fidelidade ao carisma. Este é o caminho da Igreja que nos mostraram os Papas santos do Concílio e do pós-Concílio”.

Sublinhou a seguir também a exigência de desenvolver comunidades entrelaçadas de relacionamentos intergeracionais, interculturais, em que haja relações fraternas e cordiais. “Para isto, vós podeis retirar do vosso espírito de família, que caracterizou a primeira comunidade, em Mornese”; e apontou para o exemplo “das primeiras Filhas de Maria Auxiliadora ”, e dos primeiros salesianos empenhados nas periferias das metrópoles na América Latina: “Quando chegaram a Buenos Aires – e ali está o belo dos primeiros salesianos – não foram para os bairros de classe média. Não: buscaram as fronteiras… O que atrai a vocação? A santidade, o zelo”.

Por fim, convidando ainda a cultivar a ternura e a proximidade aos jovens, tratou da oportunidade da renovação advinda do ‘Sesquicentenário de Fundação do Instituto’, e concluiu: “Não vos esqueçais da graça das origens, a simplicidade, a humildade dos inícios que tornaram transparente a ação de Deus na vida e na mensagem de quantas, cheias de êxtase, iniciaram este caminho. Maria Auxiliadora vos ajudará: sois suas filhas!”.

Comments

comments

Comente!

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS