Início Missões Indígenas Jovens xavantes de Sangradouro visitam missionários idosos em Campo Grande

Jovens xavantes de Sangradouro visitam missionários idosos em Campo Grande

30
0
Antes de retornarem a Sangradouro (MT), jovens xavantes visitaram salesianos missionários idosos na comunidade São Paulo VI. Foto: Reprodução Redes Sociais

O grupo de jovens da etinia xavante que veio a Campo Grande no último final de semana para a Jornada Salesiana da Juventude fez uma visita muito especial antes de retornarem para casa. Eles foram até a presença salesiana da comunidade São Paulo VI, onde vivem os salesianos idosos que precisam de cuidados especiais.

Os jovens foram recebidos pelo diretor da casa, P. Lauro Takaki Shinohara e acolhidos pelos salesianos e colaboradores. Tiveram um momento de oração na capela da comunidade e depois seguiram para se encontrar com os salesianos missionários que dedicaram a maior parte de suas vidas ao povo xavante. Mais especificamente, o P. Bartolomeo Giaccaria, P. Luiz Silva Leal e o Irmão Adalberto Heide. Mas também encontraram outros salesianos que já trabalharam nas missões xavante, como o P. Eloir e o Ir. Tarley.

Quem orientou a visita foi o P. Josef Tran Van Lich, salesiano que acompanhou o grupo durante a Jornada Salesiana da Juventude. Ele conta que os jovens, na avaliação da viagem a Campo Grande, se mostraram muito felizes por terem feito essa visita.

Quem também acompanhou o grupo foi o agente de pastoral Valeriano Rãiwi’a Werehité. Ele afirma que é importante que os jovens conheçam esses salesianos porque eles ainda são lembrados pelos anciãos das aldeias. “Como os senhores já trabalharam na nossa sociedade xavante, então viemos neste momento, jovens de Sangradouro, para visitar e conhecer, porque a maioria só tinha ouvido comentários que os senhores estão aqui ainda vivendo”.

Ainda falando fluentemente a língua xavante, Mestre Adalberto perguntou as jovens se eles estão bem na aldeia e contou que sempre gostou de morar entre os xavante, mas que agora está muito velho para ficar lá e que precisa morar na cidade para cuidar da saúde.

Os jovens ainda cantaram cânticos xavante para os salesianos e fizeram muita festa antes de se despedirem. Os salesianos ficaram muito felizes pela visita.