Início Paróquias Comunidade salesiana de Meruri celebra ‘Ofício das Dores de Maria’

Comunidade salesiana de Meruri celebra ‘Ofício das Dores de Maria’

43
0
P. Ângelo preside 'Ofício das Dores de Maria' em Meruri. Foto: Reprodução Facebook

Na noite desta quarta-feira (27/03) a comunidade salesiana de Meruri se reuniu com as famílias Boe-Bororo para a oração do ‘Ofício das Dores de Maria’,

O diretor da presença salesiana e Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, P. Ângelo César Cenerino, presidiu a celebração que reflete os momentos que a Santa Mãe de Deus sofreu por amor a Jesus, seu Divino Filho.

O Ofício das Dores de Maria, também conhecido como Ofício das Sete Dores de Maria, é uma prática de devoção católica que se concentra nas sete dores ou sofrimentos da Virgem Maria durante a vida de Jesus, especialmente durante sua paixão e morte. Essa prática é realizada principalmente durante a Quaresma, especialmente na Sexta-Feira Santa, como uma forma de meditação sobre o sacrifício de Cristo e a participação de Maria nesse mistério de redenção.

As sete dores de Maria, conforme tradicionalmente enumeradas, são as seguintes:

  1. Profecia de Simeão: Quando Maria e José apresentaram Jesus no Templo, o justo Simeão profetizou que uma espada atravessaria a alma de Maria, indicando o sofrimento que ela enfrentaria por causa de seu filho (Lucas 2,35).
  2. Fuga para o Egito: Para proteger Jesus do massacre dos inocentes ordenado por Herodes, Maria e José tiveram que fugir para o Egito, enfrentando a incerteza, o medo e as dificuldades da viagem e do exílio.
  3. Perda de Jesus no Templo: Quando Jesus tinha doze anos, ele se perdeu de seus pais durante a festa da Páscoa em Jerusalém. Maria e José o procuraram angustiados por três dias antes de encontrá-lo no Templo, discutindo com os doutores da Lei (Lucas 2,41-51).
  4. Maria encontra Jesus carregando a cruz: Durante a Via Crucis, Maria encontrou Jesus carregando a cruz até o Calvário, testemunhando seu sofrimento físico e emocional.
  5. Maria aos pés da cruz: Maria permaneceu aos pés da cruz enquanto Jesus agonizava e morria, compartilhando intensamente em seu sofrimento.
  6. Maria recebe o corpo de Jesus: Depois da crucificação, Maria recebeu o corpo de seu filho dos braços da cruz, um momento de profunda tristeza e compaixão.
  7. Sepultamento de Jesus: Maria acompanhou o sepultamento de Jesus, vendo-o ser colocado no túmulo, encerrando assim sua dolorosa jornada terrena.