Início Comunicação Social Cerca de mil vídeos inscritos no «Don Bosco Global Youth Film Festival»....

Cerca de mil vídeos inscritos no «Don Bosco Global Youth Film Festival». O festival entra em sua fase final

40
0

(ANS – Roma) – Sexta-feira, 15 de outubro, foi o último dia para inscrever vídeos no 1º festival mundial de cinema juvenil salesiano, o “Don Bosco Global Youth Film Festival” (DBGYFF). O evento recebeu mais de 1.000 (mil) vídeos, de todas as partes do mundo, testemunhando uma participação massiva da Família Salesiana (FS) que superou todas as expectativas. Agora, a organização do festival entra na fase final, com os Júris – divididos em dois níveis – entregues à árdua tarefa da seleção; e a preparação do evento, que, conforme previsto desde o início, ocorrerá nos dias 18 e 19 de novembro, em várias localidades de todo o mundo.

Com o encerramento das inscrições no DBGYFF já é possível identificar alguns pontos comuns do festival, fortemente desejado e promovido pelo Reitor-Mor dos Salesianos, P. Ángel Fernández Artime. Em primeiro lugar, pode-se registrar um sucesso na participação conjunta de Salesianos, Educadores e Jovens no evento: muitos dos vídeos são fruto de trabalhos conjuntos em escolas, centros educativos e oratórios da FS – em vários casos também de obras das Filhas de Maria Auxiliadora e de outros Grupos que aderiram à proposta.

Do Timor-Leste, o P. Jolino Vieira da Costa disse: “Estou muito satisfeito por nossos jovens terem inscrito o curta-metragem e o videoclipe que fizeram com tanto entusiasmo, mesmo enfrentando muitas adversidades e desafios”.

Fairman Khongmallai, do Nordeste da Índia, um dos autores do filme “Kal Keliye Khongmallai” (Há esperança para o amanhã), testemunhou: “Fizemos um projeto com os jovens da minha aldeia; mas como não contávamos uma rede de internet poderosa para fazer o upload do filme, nos dirigimos à Casa salesiana, onde o P. Michael Makri nos ajudou a inscrever o filme”.

Da Argentina, o animador e educador Hernán compartilha: “Foi uma experiência fortemente salesiana acompanhar nosso grupo de jovens diretores na realização do filme e na participação no festival. Pudemos compartilhar a excelente iniciativa com os pais, que os incentivaram a participar. Pude constatar como a pedagogia e o Sistema Preventivo de Dom Bosco abrem horizontes na vida dos jovens, incentivando-os a se envolverem e a se tornarem melhores. Este festival tornou isso possível”.

O objetivo final do festival, tornar os jovens embaixadores da esperança em suas realidades, parece ter sido alcançado já na fase preparatória dos trabalhos.

Ainda da Argentina, Clara relata: “Quando fui convidada a participar, não pude acreditar! Foi uma experiência maravilhosa, compartilharmos o mesmo objetivo juntos, com uma mensagem cheia de esperança: Mal posso esperar para participar de outros festivais!”.

Do Paraguai, Matías escreve: “Foi uma grande experiência poder participar do DBGYFF. Trabalhamos com alguns jovens na realização de um curta-metragem sobre o tema ‘Movidos pela Esperança’. Levamos um mês e meio para criar o roteiro, filmar e a editar. Agradeço aos jovens que disseram sim a esta proposta”.

A esta altura, o trabalho mais difícil cabe aos Jurados. Desde o início do mês, a equipe de coordenação do Festival, conduzida pelo Diretor, P. Harris Pakkam, em conjunto com o Coordenador dos Júris, P. Tadeusz Lewicki, entrou em contato com os cerca de 100 jurados que integram o Júri Preliminar – um grupo diversificado que inclui representantes de todos os continentes e países, de diferentes línguas, culturas, etnias e origens – cuja tarefa visionar – cada qual – 25 filmes, realizando uma primeira triagem para selecionar aqueles que merecem ir para a fase final. Para garantir um julgamento o mais justo e objetivo possível, cada vídeo será assistido e avaliado por – pelo menos – três jurados.

Depois disso, será a vez do Grande Júri, que está sendo composto atualmente e contará com cineastas e roteiristas, críticos e ‘influencer’ de cinema, comentaristas, artistas, atores, compositores, engenheiros de som, editores e especialistas em efeitos visuais, blogueiros e personalidades salesianas. Serão eles que, trabalhando nos vídeos dos finalistas, identificarão os vencedores das várias categorias.

E enquanto as expectativas aumentam em todo o mundo salesiano, as modalidades de realização do festival vão sendo delineadas. Estão previstas três formas:

– nas situações em que for possível, será realizada uma apresentação presencial nas obras salesianas, com a participação direta dos jovens;

– nas localidades onde as medidas adotadas para prevenir contaminações de Covid-19 exijam que se evitem aglomerações, serão seguidos os mesmos métodos que muitas obras salesianas usam para o Ensino a Distância, com uma transmissão online dos eventos organizados.

– todos poderão assistir à transmissão ao vivo pelo site oficial do festival – www.dbgyff.com – que, entre os vários destaques, também transmitirá as cerimônias oficiais de Turim, e em particular a abertura, na quinta-feira, 18 de novembro e o anúncio dos vencedores, na sexta-feira, 19 de novembro.

“Convidamos todos os Delegados de Comunicação Social e os salesianos que colaboram com a iniciativa a preparar eventos, em nível inspetorial ou nacional, que acompanhem de forma adequada a celebração deste Festival da Esperança e da Juventude” – este o apelo final lançado pelos Organizadores.