Você está em:    Home      Notícias      Dia a Dia Salesiano      Padre Umberto completa 18 anos de sacerdócio

Padre Umberto completa 18 anos de sacerdócio

21 de setembro de 2020

Aos 92 anos de idade, P. Humberto completa ‘apenas’ 18 anos de sacerdócio, apesar dos 72 de vida religiosa salesiana. Uma data a ser celebrada com grande júbilo mas, para os mais jovens, convém contar a história completa deste grande salesiano.

Pe. Umberto Pereira  —  sem “H”, pois o pai José Oscar Pereira era Cooperador Salesiano e pegou o nome, sem “H”, do Boletim Salesiano e, por isso, em italiano — nasceu em São João Evangelista, Minas Gerais, em 21.10.1927. Sentiu a vocação Salesiana, através do Boletim Salesiano e pediu para seguir a vida religiosa, entusiasmado pelo Pároco, P. Davino dos Santos Moraes, aos 12 anos.

Começou a formação vocacional em Cachoeira do Campo, passando por São João del Rey ainda em Minas Gerais. Depois foi a Lorena, Lavrinhas, Pindamonhangaba, no Estado de São Paulo, voltando, em seguida, para Lorena, onde fez os primeiros votos de Salesiano. Pediu para ser missionário em Mato Grosso, passando a integrar esta Inspetoria em 1950. Ele queria ser padre, mas os Superiores não aceitaram e o convidaram para ser Coadjutor (Irmão leigo). Mas Umberto não aceitou, continuando clérigo.

Foi destinado para Guiratinga, MT, em 1950, como professor e assistente; em 1951 foi para Meruri, colônia Bororo, também como assistente e professor. Foi ele, Umberto, que recebeu os primeiros Xavante, por falta de outros salesianos, que estavam viajando. Ficou 6 anos nessa missão, chegando a formar um coral de “civilizados”, Bororo e Xavante, cantando, inclusive, em italiano e latim.

No final de 1956 foi para Cuiabá, no Colégio São Gonçalo, como assistente e professor, ensinando, de manhã, tarde e noite, Português, Literatura e Gramática portuguesa, Língua e Literatura francesa, Geografia e Música. Em 1960 voltou para Guiratinga, encarregado da Disciplina, onde se notabilizou pela eficiência. Foi, também, professor no Colégio Estadual, de Literatura e Gramática portuguesa. Em 1965 foi transferido para Alto Araguaia onde foi conselheiro escolar e professor, durante aquele ano.

Em 1966 foi para Corumbá como secretário do colégio Santa Teresa, professor de português e vice-administrador. Nesse encargo foi administrador da Fazenda Band’alta.

Em 1970 voltou ao Colégio São Gonçalo de Cuiabá, sempre como assistente e professor, no ritmo de três turnos de aulas. Naquela época, encontrou o então Clérigo Guillermo Morales e iniciou uma amizade que perdura até o presente.

A década de 80 viu o Mestre Umberto novamente em Alto Araguaia, professor e conselheiro escolar; de 1983 até 1985. Mestre Umberto foi Ecônomo da casa “cobrindo-se de glória”. Em 1986 voltou para Corumbá, como Ecônomo, secretário e professor do Colégio Santa Teresa, administrando, novamente, a Fazenda Band’alta. Por um semestre acumulou a responsabilidade de Diretor da Cidade Dom Bosco, substituindo padre Ernesto Saksida, de férias na Europa.

Na década de 90, Mestre Umberto trabalhou como Ecônomo do Colégio São Gonçalo, recebendo, nesse ano – 1990 – o título de cidadão cuiabano.

Em 1991 foi transferido para Campo Grande como administrador da Casa de Retiro do Instituto São Vicente – Lagoa da Cruz, permanecendo no cargo por 4 anos. Em 1995 voltou para Cuiabá, para ser o Ecônomo do Patronato de Santo Antônio, Coxipó da Ponte, por dois anos.De 1997 a 1999 voltou à vida missionária, sendo nomeado Ecônomo de Meruri.

Em 2000, Umberto voltou a Cuiabá, ontde trabalhou no Colégio São Gonçalo como Professor e agente de Pastoral, com Pe. Wagner, na Casa do Sonho, nos retiros. Nesse ano, Mestre Umberto recebeu a permissão de realizar seu sonho de ser padre, cursando Teologia no SEDAC – Seminário Diocesano Dom Aquino. Começou o trabalho pastoral na Paróquia São Gonçalo, como Vigário, onde havia grande necessidade.

Em 2003 recebeu, pelas mãos de Dom Bonifácio Piccinini, o Diaconato e, pelas mãos de Dom Milton Santos, o Sacerdócio.

Estamos em 2020. Pe. Umberto, com 92 anos, sente ter realizado sua vocação Salesiana e Sacerdotal, agradecendo a Deus que o ajudou em muitos momentos dramáticos, que enfrentou com fé e coragem durante sua longa vida.

Se Deus quiser, Pe. Umberto espera chegar a 100 anos de vida, ainda lúcido, quando completará 80 anos de Profissão Religiosa Salesiana e 25 anos de sacerdócio.

Comments

comments

Comente!

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS