Você está em:    Home      Notícias      Animação Missionária      Indígenas da etnia Xavante da Paróquia São José de Sangradouro recebem cestas básicas e cobertores do Governo do Estado (MT)

Indígenas da etnia Xavante da Paróquia São José de Sangradouro recebem cestas básicas e cobertores do Governo do Estado (MT)

11 de agosto de 2020

A Campanha ‘Vem Ser Solidário – MT’ e o programa ‘Aconchego’ entregaram, nas 65 Comunidade da Paróquia São José de Sangradouro, 400 kits de alimentos e de produtos de limpeza

A Paróquia São José de Sangradouro, localizada na Terra Indígena de Sangradouro, município de General Carneiro – MT, fica entre os municípios de Primavera do Leste e Barra do Garças, a 290 e 516 km de Cuiabá, respectivamente. Para lá foram destinadas 400 cestas básicas e cobertores da campanha “Vem Ser mais Solidário- MT unido contra o corona vírus” e do programa “Aconchego”.  Essas ações sociais do Governo do Estado foram realizadas pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e lideradas voluntariamente pela primeira-dama, Virginia Mendes, atendendo a um pedido do Pároco, Padre Vanderson de Souza, sdb.

Uma grande equipe acompanhada da secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, e da secretária adjunta de Cidadania da Setasc, Rosineide Porcionato, foi recebida pelo Padre Vanderson e pelo Salesiano Tirocinante Moacyr. A primeira comunidade contemplada com as doações foi a Aldeia Sangradouro, que está localizada a 500 metros da sede da paróquia. As secretárias Rosamaria e Rosineide entregaram pessoalmente os alimentos e os cobertores na Aldeia Sangradouro, que é a maior aldeia Xavante da região. Os moradores de todas as 130 casas receberam as cestas básicas.

A Paróquia São José de Sangradouro celebrou no dia 29 de janeiro deste ano o centenário de sua criação canônica e conta com 65 comunidades e aproximadamente 3900 indígenas da etnia Xavante.

“Estamos buscando auxiliar todas as pessoas que necessitam de ajuda neste momento de crise. As doações de alimentos para os indígenas é também uma forma do Estado estar presente nessas comunidades. No início da campanha, repassamos 3,5 mil kits de alimentos e materiais de limpeza para famílias indígenas em 35 municípios mato-grossenses”, pontuou a secretária Rosamaria.

O cacique Alexandre Tsereptsé, explicou que a aldeia tem sofrido também com a doença e que, por isso, adotaram medidas de restrições para evitar a contaminação entre seus companheiros de tribo. “Estamos todos passando por um momento muito crítico. Leve minhas lembranças ao governador do Estado. O índio gosta de quem trata bem os seus irmãos. Agradeço em nome de toda a comunidade de Sangradouro”, ressaltou.

Valeriano Râiwi’a Werehité, liderança na aldeia, conta que sempre acompanha de perto as experiências vividas por seus companheiros na aldeia e relata a difícil missão de colocar alimento para todos em sua comunidade. “Nós recebemos do governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes, a doação de 400 cestas básicas e cobertores. Em nome de todos indígenas de Sangradouro, quero agradecê-lo governador, desejo saúde a toda sua família”, disse.

O padre Vanderson de Souza Gomes, pároco da Paróquia São José de Sangradouro que realiza missões na área indígena Xavante, explica que neste momento de pandemia a situação está difícil para todos, inclusive para os indígenas.

“Com essa ajuda de cestas básicas e cobertores, os indígenas se alegram por poderem receber atenção do Governo que sempre os atende com carinho. Agradeço a primeira-dama, Virginia Mendes, por nos atender tão prontamente. É uma oportunidade para eles (os indígenas) saírem menos para a cidade em busca de alimento e ajuda. Também para que a questão do vírus não se propague aqui na aldeia”, completou.

Para o seminarista Salesiano Moacyr Gomes de Arruda Filho, a ação realizada na aldeia é motivo de muita alegria. “Receber uma doação desse porte proveniente do governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, é para nós uma grande alegria. Brota em nosso coração uma gratidão tremenda. Estamos vivendo tempos difíceis, de luta, confiança e amadurecimento da nossa fé”, pontuou.

 

Fotos: Setasc/MT

Comments

comments

Comente!

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS