Você está em:    Home      CG 28      GC28: Capítulo continua com oração, estudo e discussões nas comissões em clima de fraternidade

GC28: Capítulo continua com oração, estudo e discussões nas comissões em clima de fraternidade

21 de fevereiro de 2020

(ANS – Turim) – O Reitor-Mor, P. Angel Fernandez Artime, lembrou o Capítulo Geral 20: “Historiadores, teólogos, políticos e organizadores não são suficientes para realizar o necessário discernimento e renovação: são necessários homens chamados “espirituais”, homens de fé, sensíveis às coisas de Deus e prontos para a obediência corajosa, como foi nosso Fundador”.

É neste contexto que as manhãs dos dias 19, 20 e 21 foram dedicadas à reflexão e oração. No site sdb.org, na seção dedicada ao GC28, estão disponíveis as três intervenções.

P. Rossano Sala, professor da Universidade Pontifícia Salesiana e ex-Secretário Especial do Sínodo da Juventude, ofereceu sua proposta de meditação no contexto do primeiro núcleo do tema capitular: os jovens.

Ele examinou primeiro os critérios inspiradores da ação de Jesus para com os jovens e, em seguida, convidou-os a examinar e confrontar as profundas razões das escolhas vocacionais de Dom Bosco. Foram momentos importantes no confronto com a sabedoria de Don Cafasso e no encontro com os jovens prisioneiros, na experiência do sonho da pastora, no diálogo forte e decisivo com a Marchesa di Barolo. O encontro com esta santa senhora, sinceramente preocupada com a saúde e a missão de Dom Bosco entre os jovens, foi resolvido no dia em que o santo educador comunicou sua decisão:

“Minha resposta já está pensada. Ela tem dinheiro e encontrará facilmente quantos padres quiser para seus institutos. Este não é o caso de crianças pobres. Neste momento, se eu me aposentar, tudo se tornará fumaça, então continuarei fazendo o que puder para o Refúgio, deixarei de trabalhar regularmente e me entregarei deliberadamente aos cuidados das crianças abandonadas”.

No contexto do perfil do salesiano, o P. Eunan McDonnel, Inspetor da Irlanda, lembrou imediatamente que a característica distintiva da espiritualidade salesiana é a doçura e a “amorevolezza”. “Não há nada tão forte quanto a doçura e nada tão doce quanto a verdadeira força” (São Francisco de Sales).

A pergunta “que tipo de salesianos para os jovens de hoje” deve ser enriquecida com outras perguntas: “O que Deus espera de nós? Sabemos o que Deus quer que sejamos? Senhor, que tipo de salesianos para os jovens de hoje? “.

Para encontrar uma resposta, é necessário aprender a ouvir, porque “se e quando ouvimos a Deus, o script muda. Não seguimos mais as nossas expectativas, mas descobrimos que Deus nos oferece possibilidades ainda maiores do que poderíamos imaginar.” Conseqüentemente, o discernimento se torna um discernimento em oração e “podemos ser capazes de um estilo que é o da contemplação em ação, imitando Dom Bosco“, como também recordou o Beato Filippo Rinaldi: “Se você deseja viver de acordo com o espírito de Dom Bosco, não deve nunca perder de vista sua vida interior … continuamente unida a Deus em oração”.

O P. Luis Fernando Gutierrez, Delegado Nacional para a Pastoral Juvenil da Espanha, fez uma reflexão sobre o terceiro núcleo: o de compartilhar missão e formação com os leigos. “Antes de tudo, existe o estilo sinodal, que lembra como a missão é uma tarefa confiada por Deus, e ninguém é o dono dela. O discernimento é o coração do cuidado pastoral, porque sua primeira tarefa é encontrar Deus na vida de todas as pessoas”.

Para se sustentar nesse caminho, o salesiano deve viver em humildade, que apoia a via da mediação: “Não esqueçamos que somos apenas mediadores. O problema do cuidado pastoral é a mediação “. São João Batista é o modelo: “É melhor que ele cresça e eu diminua“.

O salesiano é chamado a viver e dividir a tenda da missão, na unidade e consequência da vocação e missão em nome de Dom Bosco e do carisma salesiano: construir o futuro com humildade, alegria e esperança.

As segundas partes dos dias úteis foram dedicadas ao estudo e aprofundamento do relatório do Reitor-Mor sobre o estado da congregação.

Comments

comments

Comente!

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS