You are here:    Home      Notícias      Dia a Dia Salesiano      Ex-reeducando diz que Projeto Dai-Me-Almas lhe ajudou para ser reintegrado à sociedade

Ex-reeducando diz que Projeto Dai-Me-Almas lhe ajudou para ser reintegrado à sociedade

18 de dezembro de 2017

É possível a reinserção social de jovens que estavam sem perspectivas no mundo do crime? O projeto Dai-Me-Almas da Igreja Católica Dom Bosco em Cuiabá tem mostrado que sim. Entre outros exemplos, vários internos do Complexo Pomeri mudaram o conceito de vida, após participarem das reuniões que a Igreja faz frequentemente, no local. Entre eles, Leonardo, um jovem de 17 aos, que passou um ano, no complexo sem qualquer perspectiva de mudança.

A reunião com mais de uma hora de duração, foi realizada na quadra de esportes do Pomeri com a presença do secretário Adjunto de Justiça de Mato Grosso, Enéias Correia de Figueiredo Júnior, funcionários do órgão da Corregedoria de Justiça, Padres da Igreja Dom Bosco, jovens voluntários do Projeto Dai-Me-Almas que foram coordenados por Cassyra Vuolo. O evento teve a animação do tradicional grupo teatral Cena Onze.

Segundo Leonardo ele foi regenerado pela fé de querer promover a mudança em sua vida. Ele falou da sua trajetória antes e no Pomeri e com atitude incentivou os demais internos, à reflexão de deixarem o mundo do crime. “A comunidade carcerária ficou surpresa de ver um reeducando voltar e dar seu próprio testemunho, choca. Porque as pessoas falam sempre que não temos mais recuperação. É uma pequena mostra de que por mais que se erre há uma chance de recuperação”, disse Leonardo.

Ele afirmou que a vontade de mudança já existia dentro de si, mas se fortaleceu quando resolveu seguir as doutrinas da Igreja. “Eu já estava me preparando para mudar e com certeza a Igreja me ajudou muito no lado espiritual e hoje vejo melhor o horizonte. Hoje, trabalho vou a Igreja, fico em casa e tenho amigos”, afirmou.

Leonardo disse que sua vida passou a ser mais respeitada por todos que conheceram sua adolescência em conflito com a justiça. “Quando eles viram que mudei eles ficaram orgulhosos e mais alegres e me ajudam bastante como sempre fizeram, mas eu não via isso”, observou.

Blumenon Rosa de Jesus, membro do Dai-Me-Almas, Renovaldo Espírito Santo e atua na recuperação de pessoas com dependência química em Cuiabá e Várzea Grande com a Pastoral da Sobriedade. Ele avalia ser gratificante resgatar os jovens para a sociedade. “O caso do Leonardo mostra que é verdade. O nosso trabalho faz a diferença. A vida do Leonardo mostra que é possível a mudança, assim como eu, também fui reeducando e estou aqui”, justificou.

Na avaliação do secretário Enéias Correia disse que, o trabalhado na busca pela ressocialização dos jovens internos do Pomeri tem sido feito em conjunto com o Estado, as comunidades religiosas e diversos segmentos vinculados à justiça. “Sozinhos não conseguiremos trabalhar, por isso a realização dessa ação intersetorial, num sistema em rede”, disse.

Segundo Enéias o sistema socioeducativo tem contribuído pela recuperação dos jovens, diante do melhor quadro de servidores qualificados. “São todos concursados com um grau de instrução de grande qualificação com vários profissionais com vocação para atuar no sistema socioeducativo”, afirmou.

Autor: Notícia Todo Dia

IMG_20171216_084320 IMG_20171216_090341 IMG_20171216_092854 IMG_20171216_093047 pleonado20171216_093244 IMG_20171216_090909

Comments

comments

Post a Comment

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS