Você está em:    Home      Notícias      Dia a Dia Salesiano      Danilo Guedes: Sacerdote salesiano do Coração ao coração

Danilo Guedes: Sacerdote salesiano do Coração ao coração

7 de agosto de 2022

A catedral do Sagrado Coração de Jesus, em Três Lagoas (MS) ficou lotada pelos familiares, amigos de infância e outros que foram se acrescentando durante a caminhada de formação de Danilo Guedes ao sacerdócio. O sacramento da Ordem foi ministrado pelas mãos Dom Edmilson Tadeu Canavarros dos Santos, sdb, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Manaus (AM).

A missa, apesar de iniciar às 19h, teve a liturgia do sábado em que se celebrou a festa da Transfiguração do Senhor. Na homilia, D. Edmílson Tadeu fez uma analogia entre a manifestação gloriosa de Jesus no monte Tabor com a vida sacerdotal. “Precisamos de tempos em tempos de um Tabor, desta montanha sagrada como parada estratégica para sentir e saborear a presença próxima e amorosa de Deus Pai que nos transforma, nos transfigura e deixa ressoar em nós sua instigante voz: ‘Este é o meu filho amado, o eleito’,” afirmou.

Ainda na homilia, o bispo celebrante destacou que a força da oração é o sustento para a missão de todo cristão. “A experiência dessa montanha nos arranca do caminho rotineiro e nos abre para um horizonte maior. Podemos reconhecer que a nós também nos foi dada a marca da transfiguração que é força e que nos move continuamente a não nos deixar determinar pela nossa autoimagem”, declarou o bispo.

Ao final, Dom Edmílson deixou uma mensagem direta ao salesiano prestes a receber o segundo grau do sacramento da Ordem. “Danilo, a nossa identidade sacerdotal é edificada e renovada dia após dia no tempo transcorrido com Nosso Senhor. A relação com ele, continuamente alimentada na oração tem como consequência imediata a necessidade de tornar partícipes dela tantos quantos nos circundam. Fundamento imprescindível de toda a vida sacerdotal permanece a Santa Mãe de Deus. A relação com ela não pode limitar-se a uma prática devocional piedosa, mas deve ser alimentada pela entrega cotidiana nos braços da sempre Virgem, de toda a nossa vida, do nosso ministério na sua totalidade. Maria Santíssima reconduz-nos de novo também a nós como João aos pés da cruz de seu filho e nosso Senhor, para contemplar com ela o amor infinito de Deus”, aconselhou.

A cerimônia teve diversos momentos carregados de emoção pela importância litúrgica, beleza dos gestos e mistério religioso. Destacam-se a silenciosa imposição das mãos do Bispo Celebrante sobre o ordenando, seguido pela imposição das mãos de todos os sacerdotes presentes. Também a troca das vestes litúrgicas de diácono pela estola e casula sacerdotais, entregues pelos pais de Danilo e impostas pelos padres Augusto Kian e Elias Roberto, figuras de importância histórica na caminhada vocacional do neossacerdote. No entanto, o momento mais forte emocionalmente foi após a unção das mãos quando o novo sacerdote é apresentado com as mãos erguidas para todos os presentes.

Ao final da celebração, o Vigário Inspetorial, P. Elias Roberto, leu a Ata de Ordenação Presbiteral, assinada pelo Bispo Ordenante, Dom Edmílson Tadeu, pelo agora P. Danilo Guedes, pelo inspetor, P. Ricardo Carlos e pelo vice inspetor, P. Elias.

Em seguida, o inspetor, P. Ricardo Carlos agradeceu a presença de todos na celebração, lembrou da chegada do então aspirante Danilo ao Colégio Dom Bosco de Campo Grande e anunciou a primeira obediência do Padre Danilo para o Santuário de Nossa Senhora Auxiliadora em Cuiabá.

Em seu agradecimento, para encerrar, Danilo lembrou que seu lema sacerdotal “Cor ad cor loquitur” – “O Coração fala ao coração” é uma frase de São Francisco de Sales, que também foi adotada por São João Newman, apologeta inglês que sintetizou a frase para caracterizar a dinâmica da vida sacerdotal. Também contou um pouco da própria história e agradeceu especialmente aos salesianos falecidos que tiveram grande importância na sua caminhada vocacional no tempo em que trabalharam em Três Lagoas, P. Ângelo Adolfo Sanches, P. José Crevacore e P. Sílvio Sartori. Citou especialmente ao Mestre Armando Catrana que foi quem “acreditou da minha vocação, me acompanhou e me enviou ao aspirantado de Campo Grande”, recordou P. Danilo. Fez uma saudação aos amigos da Itália, com quem conviveu durante os estudos teológicos e também agradeceu a todos os presentes que apoiaram e contribuíram para a caminhada vocacional e para a cerimônia de ordenação. Encerrou com as palavras de S. Pedro, apóstolo. “Por isso, não tenho nem ouro, nem prata, mas o que tenho vos dou”, prometendo rezar por todos nas suas primeiras missas.

O gesto final da celebração foi a consagração do Sacerdócio à Mãe de Deus, depositando flores aos pés da imagem de Nossa Senhora Auxiliadora. A primeira missa do P. Danilo está marcada para a Sede da Paróquia São Francisco de Assis, em Três Lagoas, às 19h.

 

Confira abaixo o vídeo completo da transmissão da celebração

 

Euclides Fernandes e Gabriela Vilela

 

Comments

comments

Comente!

Contato

  • +55 67 3312 6400
  • Rua Pe João Crippa, 1437
  • CEP 79002-390 - Campo Grande, MS